Gerúndio!

O poeta Ferreira Gullar observou certa vez: “A crase não foi feita para humilhar ninguém”. E o gerúndio muito menos. Herdado do latim, essa forma clássica da língua portuguesa é usada por todos os falantes do idioma de Camões. A começar pelo próprio. O sufixo “ando” está no início do poema mais famoso do nosso idioma, Os Lusíadas: “Cantando espalharei por toda parte”.

.

Fonte: Rev. Veja, André Petry, ed. 2032.

Veja mais em:   https://brasiliano.wordpress.com/2008/06/30/gerundismo-nonada/

.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: