Pérolas: Português ataca o idioma Brasileiro

.
Anónimo disse…(15 de abril de 2008)

Contra os vende-pátrias, os que a cobro de alguns “reais” demonstram que tem feitio e forma de Miguéis de Vasconcelos. Não posso calar a minha indignação contra mais este acordo dito ortográfico, mas outrossim a lavagem ou lexiviação da língua portuguesa. Deu para notar no Programa «Prós-e-Contras» que aqueles que estão a favor do “acordo” nada percebem de português, nada sabem, e se fossem fazer, hoje um exame de português seriam invariavelmente REPROVADOS.

Então nem sabem o valor dos «c» e dos «p» ? Sem o qual nunca se leria óptimo, mas sim “ôtimo”, e lá porque os semi-analfabetos brasileiros falam e escrevem como se ainda estivessem no século dezasseis, separando as vogais e pronunciando-as separadamente, como no caso de «óptimo» que só pode ser lido com um som próximo ao se separar as vogais «ó», «tchi», «mo», mas ao escrever dão um erro crasso pois que o escrevem sem a letra «p» que serve para abrir a vogal anterior.

E os «c»s que embora pronunciem «á», «ssão», escrevem errado “ação” que deveria ser lido como «âssão», é a função do «c» em português, mas em brasileiro já não o é porque sempre foram maus alunos em português e agora se arvoram que falam português? Nunca falaram nem escreveram bem em português, e só o são graças a alguns vendidos que por aí andam. Agora querer fazer de uma língua de trapos, mal escrita e mal falada, o português oficial ! Deixem-me rir.

O que eles querem é dar vazão aos livros que lá têm e que ninguém os quer pois que são em brasileiro que ninguém entende e ocupar de forma «neo-colonial» os países de língua oficial portuguesa. Quando estava na faculdade preferia ler os manuais em inglês, na língua original, que as traduções em brasileiro, das quais fica a entender menos do que já sabia, pois tira uma coisas pelas outras do que não entendia do brasileiro. Agora querem obrigar-nos a falar e a escrever brasileiro ? “Se é para falar e escrever em brasileiro eu quero ser espanhol !”

Apoiado senhor Professor Vasco Graça Moura, na televisão se viu a diferença entre o saber científico e um fantoche pago para ofender e desconsiderar os outros e demonstrando que de português nada sabe e só diz asneiras, lugares comuns e frases feitas, e que ficaria REPROVADO na prova de PORTUGUÊS, escrita e oral.

.

[Resposta a um post do blog da Embaixada de Portugal no Brasil]
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: